Blog

Vacina contra HPV previne verrugas genitais e possíveis futuros cânceres

Aumentar a cobertura vacinal contra o papiloma vírus humano (HPV) é o objetivo da mobilização que teve início no dia 12 de julho, no Rio Grande do Sul. A meta é imunizar de 600 a 700 mil adolescentes com a vacina, destinada a meninas entre 9 e 14 anos e meninos na faixa etária de 11 a 14 anos. Atualmente, a cobertura é considerada muito baixa no estado: 60% das meninas fizeram a primeira dose e 40% a segunda; entre os meninos, a procura foi menor, já que apenas 6% recebeu a primeira dose.

O secretário estadual da Saúde, João Gabbardo dos Reis, informa que a vacina contra o HPV está disponível em todas as Unidades de Saúde e municípios gaúchos durante o ano todo. Segundo Gabbardo, a vacina assegura a proteção efetiva contra o HPV e, consequentemente, diminui a incidência de câncer entre a população no futuro. “Nosso objetivo é assegurar, entre os jovens vacinados hoje, uma menor incidência de câncer nos próximos 10, 20 e 30 anos em relação à população que não fez essa vacina”, afirma o secretário.

Jovens precisam tomar duas doses da vacina quadrivalente, com intervalo de seis meses entre as doses, para ficarem protegidos contra os quatro tipos mais comuns do vírus. A vacina contra o HPV contribui para a redução da incidência do câncer de colo de útero e vulva nas mulheres e também previne câncer de pênis, ânus, verrugas genitais, boca e orofaringe.

Fonte: univadis

Leave a Comment

Name*

Email* (never published)

Website