Após um estudo inovador, a orientação sobre a necessidade de vitamina D precisa ser repensada

Autoridades de saúde em todo o mundo estão sendo solicitadas a repensar a orientação oficial sobre a suplementação de vitamina D após a publicação de um estudo inovador, que mostrou que as vitaminas D2 e D3 não possuem o mesmo valor nutricional. A orientação atual fornecida por diversas organizações governamentais em países ao redor do mundo indica que as duas formas de vitamina D são equivalentes e podem ser usadas com o mesmo efeito.

Neste novo estudo, os níveis de vitamina D de 335 mulheres no sul da Ásia e de mulheres caucasianas europeias foram avaliados durante dois invernos consecutivos. As mulheres foram divididas em cinco grupos, cada grupo recebendo placebo, um suco contendo vitamina D2 ou D3 ou um biscoito com D2 ou D3.

Os cientistas observaram que a vitamina D3 era duas vezes mais eficaz em elevar os níveis vitamínicos em comparação à D2. Os níveis de vitamina D em mulheres que receberam vitamina D3 no suco ou biscoito aumentaram em 75% e 74%, respectivamente, em comparação àquelas que receberam D2 pelos mesmos métodos. Aquelas que receberam D2 tiveram um aumento de 33% e 34% durante o período de intervenção de 12 semanas. Aquelas que receberam placebo apresentaram uma redução de 25% nos níveis de vitamina D durante o mesmo período.

 

FONTE: UNIVADIS

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de Ajuda? Converse conosco